Repórter da CNN é preso ao vivo durante cobertura, e vídeo mostra tudo. Assista

Compartilhe com os amigos:

Muita gente acredita que o Brasil é um país onde o jornalismo é difícil de ser seguido. No entanto, em outros lugares, nem um microfone impede que um jornalista possa até mesmo ser preso durante uma transmissão ao vivo. Nesta sexta-feira, 29 de maio, um jornalista da CNN foi preso ao vivo durante uma cobertura nos Estados Unidos. As informações são do site Natelinha.

Omar Jimenez estava ao vivo quando tudo aconteceu. Ele cobria a morte de um segurança negro por um policial branco durante uma abordagem. George Floyd acabou falecendo, após ter seu pescoço prensado ao chão. Isso gerou protestos na cidade de Mineápolis, nos Estados Unidos.

O jornalista Omar estava transmitindo um protesto e, durante a cobertura, foi avisado pela polícia que estava preso. O profissional chegou a mostrar seu crachá de trabalho, mas não teve jeito. Os agentes da lei disseram que já haviam avisado que ninguém deveria ficar naquela região. Foi então que a prisão foi anunciada.

Desde que George morreu, protestos violentos estão sendo realizados. Delegacias, carros de polícia e até lojas foram invadidas nos Estados Unidos. Veja abaixo o vídeo que mostra o repórter da CNN sendo preso durante as manifestações que aconteceram nos Estados Unidos.

Além do jornalista, o cinegrafista que o acompanhava também foi preso ao vivo. A imagem da transmissão termina com a câmera que filmava o jornalista jogada no chão. Ainda foi possível ver os profissionais sendo algemados e conduzidos para longe do local, afim de que não mostrassem os protestos e a conduta da polícia.