Novo Kit gay provoca polêmica e tem apoio de famosos Rede Globo

Compartilhe com os amigos:

Em 2018, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, ainda durante a campanha, foi acusado de fake news ao denunciar um suposto Kit Gay que estaria sendo disponibilizado em escolas do país. Esse e outros discursos ajudaram o político a chegar à presidência da república. No entanto, um novo Kit Gay promete criar polêmica diante dos mais conservadores.

Nessa semana, o advogado Fêh Oliveira, que é transgênero não-binário, deu uma entrevista ao jornal carioca Extra, onde fala sobre o novo ‘Kit Gay’. De acordo com ele, a intenção é trazer um compilado de ideias sobre leis que já existem no Brasil. O Kit gay é um livro com instruções sobre direitos e deveres dos homossexuais e abarca categorias como os transexuais, travestis e lésbicas.

O tal Kit foi batizado, justamente, de ‘Kit Gay’. A ideia tem até um site, que leva o nome do projeto. O objetivo é reduzir ainda mais a homofobia que existe no país. Para isso, informações sobre como se posicionar diante do preconceito é importante. De acordo com o site do jornal carioca Extra, o novo ‘Kit gay’ tem o apoio de vários famosos, como a apresentadora Fernanda Gentil.

A publicação também recebeu o apoio do marido do comediante Paulo Gustavo, o dermatologista Thales Bretas. O advogado Fêh Oliveira, autor do livro, diz que quer que a publicação seja uma referência e que passe a ser utilizado por toda a comunidade LGBT, que ao longo dos anos foi bastante marginalizada.

“Resolvi criá-lo para empoderar pessoas sobre a existência de seus direitos e obrigar o poder público a efetivá-los. Já temos muita legislação, o que falta é cumprir a lei. Trata-se de uma obra jurídica, a primeira a sistematizar a nível nacional, toda a legislação aplicável à pessoas LGBTIl+”,  disse o advogado ao falar sobre o assunto.