Mulher é resgatada em estado ‘lamentável’ após ficar anos trancada em banheiro pelo marido

Compartilhe com os amigos:

As autoridades da Índia conseguiram fazer o resgate de uma mulher que estava sendo mantida trancada há anos pelo seu marido dentro de um banheiro da residência. O homem teria alegado uma suposta doença mental, porém o fato ainda não foi confirmado. O fato aconteceu no estado de Haryana, que fica localizado no norte do país, próximo da capital Nova Delhi.

O resgate aconteceu nesta última terça-feira, 13 de outubro, quando Rajni Gupta, uma oficial do departamento de Proteção à Mulher e Proibição do Casamento Infantil, foi averiguar a denúncia do cárcere privado. O caso somente ganhou as manchetes na mídia nesta quinta-feira (14).

A oficial contou que fez a mobilização de uma equipe para poder investigar o caso da mulher, de 39 anos, que estava trancada dentro do banheiro, onde o seu marido há mantinha há anos. Inclusive, a situação tinha a colaboração dos filhos do casal, já que supostamente ela sofre de um transtorno mental, fato que ainda não está confirmado.

A agente relatou que a vítima foi encontrada dentro de um banheiro que ficava no primeiro andar da residência e que seu estado era lamentável, pois foi possível constatar visivelmente que a mulher estava desnutrida e com o corpo e as roupas sujas de excrementos. Satish Kumar, vice-presidente da Polícia Distrital de Panipat, local onde morava o casal, disse que o marido foi preso e constatou que a indiana não aparenta sofrer de nenhum tipo de instabilidade mental.

Kumar ainda afirmou que as autoridades estão aguardando o resultado do exame médico ao qual a vítima foi submetida. Enquanto isso, a mulher está ficando com parentes e está sendo bem amparada recebendo os cuidados necessários. Apesar dos distúrbios mentais dela sejam aparentemente sem fundamento, casos desse tipo são comuns entre pessoas que tenham algum distúrbio mental. Costuma ocorrer muito especialmente em países em desenvolvimento, conforme a HRW – organização Human Rights Watch.

De acordo com a ONG que publicou um relatório no último mês, centenas de pessoas de milhares de indivíduos com distúrbios da mente estão acorrentadas em aproximadamente 60 países ao redor do mundo.