Mulher é agredida por policiais ao usar máscaras de maneira incorreta e caso gera revolta

Compartilhe com os amigos:

Circula de maneira viral pelas redes sociais um vídeo no qual é possível identificar uma mulher sendo agredida e imobilizada por agentes policiais. O caso ocorreu em um metrô no bairro do Brooklyn, localizado em Nova Iorque (Estados Unidos). De acordo com as informações oficiais, a mulher e o filho estavam utilizando as máscaras de proteção de maneira “inadequada”.

Pelas imagens é possível notar que mãe e filho usavam as máscaras na altura do pescoço, o que contraria as recomendações feitas pelos organismos internacionais da área da saúde, não apresentando a eficiência esperada para a redução na probabilidade de contágio pelo agente infeccioso.

Ao passo que os policiais tentavam imobilizar a jovem, uma policial permanece com o seu filho, enquanto ela se debate no chão tentando se livrar da incursão. Populares que estavam no local afirmaram que ela estaria grávida, tornando inaceitável a conduta das autoridades.

O jornal The New York Post alega que uma porta-voz da polícia local informou que a confusão foi iniciada pela própria mulher, a qual teria se recusado a usar a máscara corretamente.
Diante da desobediência, teria sido necessária a sua imobilização.

Após o caso ganhar ampla notoriedade, o prefeito da cidade de Nova Iorque, Bill de Blasio, manifestou-se pelas redes sociais. Ele recordou que “as proteções de rosto são importantes para proteger todos”, deixando claro que não se trata de uma opção, mas uma obrigatoriedade para todos os cidadãos quando estão em locais públicos.