Governo do Pará compra respiradores superfaturados da China. Ao chegar, eles não funcionam!

Compartilhe com os amigos:

Com a pandemia do novo coronavírus, o avanço dos infectados tem sido a principal preocupação dos governos pelo país e pelo mundo. Pensando nisso, o governo do Pará realizou a compra de 152 respiradores para tratamento dos pacientes com a Covid-19. Cada respirador custou R$ 126 mil.

Contudo, os aparelhos, que foram adquiridos da China, apresentaram defeitos durante a instalação e não puderam ser colocados em uso. A quantidade de 152 respiradores, no entanto, não representa o total do investimento feito pelo estado que, no total, gira em torno de 100 milhões, sendo essa apenas a primeira parcela recebida dos produtos comprados. No total, foram comprados 400 respiradores, 400 monitores multiparamétricos, 400 oxímetros de pulso e 1600 bombas de infusão.

De acordo com o próprio estado, o investimento não será perdido. Em nota oficial, o governo do Pará relatou que outros compradores também tiveram problemas com os produtos e que o governo está  em contato direto com com os fabricantes. Por sua vez, estes teriam afirmado que resolverão o problema e que irão adaptar os equipamentos aos parâmetros nacionais.

Em trecho da nota publicada pelo governo do Pará, sobre os equipamentos que chegaram na última segunda-feira, 4 de maio, lamentam o ocorrido e afirmam estar lutando com todas as possibilidades afim de salvar vidas acometidas pela Covid-19.

“Estamos vivendo uma situação dramática e lamentamos tudo isso. Reafirmamos que estamos lutando dia e noite, com todas as possibilidades que temos, para salvar vida.”, diz trecho da nota publicada pelo governo.