Datena descobre que Band pediu dinheiro ao governo , se irrita e diz que nunca mais …

Compartilhe com os amigos:

A reunião ministerial de 22 de abril entre Jair Bolsonaro (sem partido) e seus ministros caiu como uma bomba na TV Bandeirantes, gerando muito descontentamento nos bastidores da emissora paulista. O material teve a divulgação autorizada pelo ministro Celso de Mello, decano do STF (Supremo Tribunal Federal), na tarde desta sexta-feira (22/05).

Datena nunca mais entrevistará Jair Bolsonaro

Em um dos trechos da reunião, o presidente da República endureceu o tom e disparou graves críticas contra a imprensa brasileira. Em diversos momentos chegou a usar palavrões, e suas manifestações causaram desgosto em boa parte dos jornalistas do país.

José Luiz Datena, âncora do Brasil Urgente, manifestou-se publicamente aos seus telespectadores após a veiculação de trechos da reunião ministerial ao vivo em seu programa. Amargurado com Jair Bolsonaro, disse que tomou a liberdade para dali em diante nunca mais entrevistá-lo.

“Depois de uma atitude dessa eu gostaria que o presidente da República desse entrevista para quem ele quisesse. Com todo respeito que eu tenho a ele e ao cargo dele, eu me permito nunca mais fazer uma entrevista com ele”, disse o apresentador.

Band é citada por presidente da Caixa

Datena também ficou irado com o que disse Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal. Em um dos momentos de sua fala, afirmou que a Band teria ido até o banco pedir dinheiro. O apresentador do Brasil Urgente cobrou explicações, pedindo para que o diretor apontasse quem foi o responsável pelo pedido, acusando-o de possivelmente estar realizando o crime de peculato, tendo em vista o tom dúbio que usou em sua fala.