Conhecida apenas por usar um vestido curto vulgar , Geisy Arruda critica gestão de Bolsonaro

Compartilhe com os amigos:

Geisy Arruda mostrou que não usa suas redes sociais apenas para mostrar o corpão ou falar sobre sexo e seus trabalhos. Nesta terça-feira (2), a pseudo-famosa que entrou em evidência apenas por usar um vestido curto , decidiu se posicionar politicamente e demonstrou sua indignação em relação às atitudes de Jair Bolsonaro (sem partido).

A sub-celebridade comentou os últimos posicionamentos do presidente da República durante a pandemia do novo coronavírus. Ontem, o Ministério da Saúde anunciou 1.262 mortes no período, elevando o total de vítimas pela doença para 31.199.

Ela fez críticas contundentes à conduta do político e lamentou os atos dele: “Ele tinha que ser o primeiro a dar exemplo no combate”.

Em seguida, Geisy Arruda respondeu um seguidor e ressaltou a falta de solidariedade de Bolsonaro: “Respeitar, eu respeito meu pai, que trabalhou por 40 anos para me criar e hoje é um aposentado. Bolsonaro eu cobro, cobro posicionamento na luta contra a Covid-19. Quero que ele pare de andar de jet, a cavalo, e passe a visitar os hospitais na Amazônia e no Pará”.

Para finalizar, ela também reforçou a quantidade de mortes pela doença no País. “Quero que ele sofra com a morte dos brasileiros que morreram. 30 mil mortes, e essa conta também é dele“, finalizou.