Com política fracassada de Dória , SP ultrapassou neste sábado o número de mortes da China

Compartilhe com os amigos:

O estado de São Paulo superou a China em número de mortos por coronavírus neste sábado (15). Com mais 187 óbitos registrados, São Paulo chegou a 4.688 mortos contra 4.637 na China, país onde ocorreu o início da pandemia.

Se fosse um país, o estado de São Paulo seria o 13º com mais mortes, à frente da China, Turquia, Suécia e Índia.

São Paulo tem cerca de 44 milhões de habitantes e a China 1,4 bilhão de pessoas. Se considerarmos a taxa: São Paulo tem 106 mortos por um milhão de habitantes e a China aproximadamente 3,22 mortes por milhão.

Em 28 de abril, o Brasil superou a China em número de mortos. Até esta sexta-feira (15), foram registradas 15.046 mortes provocadas pela Covid-19 e 222.877 casos confirmados da doença em todo o país.

Foram registradas 15.046 mortes provocadas pela Covid-19 e 222.877 casos confirmados da doença em todo o país até esta sexta (15).

Em apenas 48 horas foi registrada a morte de mais uma criança por coronavírus no estado de São Paulo. Ela tinha três anos e é a terceira criança a morrer da doença no estado nesta semana. Desde o início da pandemia, seis crianças morreram com Covid-19 em São Paulo

A primeira e a segunda crianças mortas eram da capital e tinham, respectivamente, 7 meses e um ano de idade. A terceira era de Penápolis, no interior do estado, com 9 anos. Nesta semana foram mais duas mortes: uma de 4 anos, de Francisco Morato, e um bebê de um ano da cidade de São Paulo.

Até este sábado (16) já haviam sido confirmados 61.183 casos, com pelo menos uma pessoa infectada em 461 cidades do estado. Os registros de vítimas fatais foram contabilizados em 212 municípios paulistas.

Internações

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, passa de 10,1 mil o número de pessoas internadas no estado com suspeitas ou com confirmação da doença, sendo 3.922 em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e mais 6.231 em enfermaria.

A taxa de ocupação dos leitos de UTI reservados para atendimento a COVID-19 é de 68,5% no Estado de São Paulo e 83,9% na Grande São Paulo.

Perfil da mortalidade

Entre as vítimas fatais no estado de São Paulo estão 2.779 homens e 1.909 mulheres.

As mortes estão concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 72,9% do total.

Fora desse grupo de idosos, há também alta mortalidade entre pessoas de 50 a 59 anos (670 do total), seguida pelas faixas de 40 a 49 (347), 30 a 39 (197), 20 a 29 (39) e 10 a 19 (12), e seis com menos de dez anos.

Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (58,6% dos óbitos), diabetes mellitus (43,7%), doença neurológica (11,4%), doença renal (10,8%) e pneumopatia (9,7%). Outros fatores identificados são imunodepressão, obesidade, asma e doenças hematológica e hepática.