Com estado de saúde desconhecido, o drama de Schumacher ganha mais um capítulo

Compartilhe com os amigos:

As informações sobre o estado de saúde do ex-piloto de Fórmula 1, Michael Schumacher, são praticamente desconhecidas. A família do heptacampeão de Fórmula 1 tomou a decisão de não divulgar informações sobre como o ex-piloto está. Os familiares pedem respeito neste momento. O que se sabe é que a situação de Schumacher não é boa.

Com 51 anos recém-completados em janeiro, o ex-piloto sofreu um grave acidente enquanto esquiava há seis anos e meio. Desde então, ele ficou internado por muito tempo e hoje seria cuidado em sua própria casa. Schumacher nunca recuperou os movimentos. Os fãs lamentam e sofrem por tudo o que aconteceu.

De acordo com o site italiano Contro Copertina, Schumacher sofre de osteoporose e atrofia muscular por que está impossibilitado de fazer qualquer tipo de atividade física. Ainda segundo o o site, o ex-piloto da Ferrari vai ser operado em breve. A cirurgia faria parte de um tratamento com células-tronco. A informação foi publicada nesta quarta-feira (10).

O cirurgião cardiovascular Philippe Menasché vai participar da cirurgia. Em 2019, o médico operou o piloto em Paris, capital da França. De acordo com o Contro Copertina, Menasché será o responsável pela nova cirurgia no heptacampeão de Fórmula 1. O objetivo dessa nova cirurgia foi explicado.

O especialista quer regenerar o sistema nervoso central de Schumacher. O estado de saúde do ex-piloto inspira cuidados, mas os fãs mantém a esperança de que ele vai se recuperar. Diante da falta de informações sobre o estado de saúde atual, fica difícil fazer qualquer prognóstico. O que se sabe é que pelas características do acidente – Schumacher bateu a cabeça violentamente -, a recuperação é difícil e imprevísvel.