Xandy e Solange Almeida da banda Aviões do Forró são acusados de TRÁFICO DE DROGAS e HOMICÍDIO

Compartilhe com os amigos:

Um processo que teve origem em 2014 e foi interrompido por falta de provas, retomou agora em 2019, contra um grande cantor brasileiro. O Ministério Público Federal (MPF), através da procuradoria regional da República, conseguiu retomar as investigações.

As acusações são gravíssimas, envolvendo tráfico de drogas internacional e homicídio. O grande cantor que está na investigação é o Xand Avião, ex-vocalista do Aviões do Forró, junto com ele também está Solange Almeida, ex-vocalista da mesma banda.

A procuradora regional da República, Luiza Cristina Fonseca Frischeisen, alegou que o arquivamento das investigações tinha sido prematuro, por conta disso que retomou neste ano.

Além de envolver dois cantores, todos sócios da empresa A3 entretenimentos, que gerencia a banda até os dias de hoje, estão sendo investigados. Tratam-se de Antonio Isaías Paiva Duarte, Zequinha Aristides Pereira, Carlos Aristides de Almeida Pereira e Francisco Claudio de Melo Lima.

A banda se protegeu das acusações através de uma nota, dizendo que trata-se de uma denúncia anônima de 2012 e que esta já havia sido interrompida por falta de provas.

As acusações incluem crimes como tráfico internacional de drogas, formação de quadrilha, homicídio, lavagem de dinheiro e ameaças, Em paralelo a esta investigação, Solange Almeida está processando a banda Aviões do Forró por uma prestação de contas, uma vez que deixou a banda e, segundo a própria, não teve seus direitos reconhecidos. A cantora se explicou em um vídeo nas redes sociais.