Vovô de 90 anos sai do armário e se assume gay após ser incentivado pela própria filha

Compartilhe com os amigos:

Um idoso de 90 anos se assumiu gay. Kenneth Felts vive nos Estados Unidos, mais precisamente no estado do Colorado. Ele descobriu sua homossexualidade aos 12 anos de idade, mas reprimiu os sentimentos consigo até atingir as nove décadas de vida.

A sua realidade é a mesma de grande parte dos homossexuais, que não sentem o encorajamento necessário para se assumirem, sob o temor de represálias. No seu caso, era ainda mais complicado, tendo em vista a sociedade na qual estava inserido ao longo de sua vida, e que apenas nos dias de hoje começa a caminhar rumo ao fim do preconceito.

Idoso é motivado pela filha

Com a quarentena imposta pela pandemia do novo coronavírus, Felts reservou um tempo para resgatar algumas memórias do passado. Revisitando sua vida, lembrou do homem que amou quando ainda estava na juventude. Ele então decidiu se abrir com a sua filha, chamada Rebecca Mayes, que coincidentemente é lésbica.

Com o apoio da jovem, o idoso foi até as suas redes sociais, logo no início do Mês do Orgulho LGBTQIA+, assumindo a sua homossexualidade para todos os amigos e familiares. “Estou livre, eu sou gay e estou fora do armário”, publicou Kenneth.

Idoso tentou recuperar o seu amor da juventude

Com medo das represálias que poderia sofrer, o idoso acabou se contentando em ocultar o sentimento, fingindo ser heterossexual. Casou-se com a mãe de Rebbeca, mas se divorciou logo depois.

Assumindo suas preferências, Kenneth tentou resgatar o grande amor de sua juventude, chamado Phillip, da Califórnia. Apesar de ter se apaixonado na década de 1950, mantinha aquele grande amor guardado em sua memória. Ele chegou a ligar para todas as pessoas com o mesmo nome da lista telefônica, mas descobriu que o homem que havia amado na juventude havia falecido há dois anos.