Vídeo que mostra paciente sendo abusada na UTI pode ter reviravolta, e detalhe surpreende

Compartilhe com os amigos:

Recentemente, um caso de abuso teve grande repercussão, mas pode ganhar uma reviravolta, com um novo capítulo. É o que mostra uma matéria publicada pelo portal de notícias G1 nesta quarta-feira, 19 de junho. A universitária Susy Nogueira, de 21 anos,

segundo a polícia, teria sido abusada enquanto estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital. Agora a família quer as imagens do abuso, que teriam sido gravadas em um vídeo de câmeras de segurança.

As imagens seriam dos dez dias em que a jovem ficou internada. De acordo com o advogado da família, Darlan Alves Ferreira. a família contratou um médico legista particular para ver esses vídeos. O objetivo é mostrar que os abusos teriam contribuído para a piora da paciente, que faleceu.

O advogado da família disse que a proposta da família é ainda fazer uma análise de como ocorreram os atendimentos enquanto a jovem esteve na UTI, apurar se houve alguma irregularidade e tentar esclarecer se causa da morte da universitária é a mesma apontada pelo hospital. O autor dos abusos é o técnico de enfermagem Ildson Custódio Bastos. Ele continua preso, apesar de negar os crimes e de ter se entregue aos agentes da lei.

A empresa que cuida do hospital onde a jovem morreu informa apenas que todo o material pedido durante a investigação foi enregue. O hospital conta também que está tranquilo para os próximos passos da investigação. A entidade diz também que qualquer nova solicitaçãoo feita diretamente pela Polícia Civil ou pela justiça será aceita no sentido de colaborar com o restante da apuração do crime.