Vídeo íntimo de pastor com suposta amante vaza na internet e causa furor em comunidade evangélica. Assista

Compartilhe com os amigos:

O líder religioso da Assembleia de Deus, uma das mais tradicionais comunidades evangélicas no estado de Mato Grosso do Sul, Antônio Dionízio, causou uma grande polêmica em virtude do vazamento de vídeos íntimos nas redes sociais. O episódio acabou por despertar uma reunião de urgência na entidade que representa a igreja, a Convenção dos Ministros das Assembleias de Deus no Estado de Mato Grosso do Sul (Comadems).

Há tempos o pastor vem sendo acusado de condutas inapropriadas para a sua função, incluindo adultério. A traição desencadeou o seu divórcio, e a ex-esposa, Elizabeth de Souza, mudou-se do estado de Mato Grosso do Sul para Minas Gerais após a polêmica tomar conta dos assuntos da igreja.

Em meio às acusações de adultério, o pastor Antônio Dionízio permaneceu em silêncio, sem se defender. As suspeitas da comunidade local são de que a mulher que aparece seja a amante e pivô da separação.

 

No encontro, que contou com outros líderes religiosos de sua denominação evangélica, o pastor Antônio Dionízio, em sua defesa, afirmou que a mulher que aparece nas imagens é a sua nova namorada. Por estar divorciado, acredita não haver problema nesta conduta. Aproveitando da oportunidade, o protagonista da história anunciou que irá se casar com a mulher nos próximos dias.

A Assembleia de Deus do estado de Mato Grosso do Sul ainda não tomou uma decisão oficial sobre o assunto. Conforme apurado pelo site Top Mídia News, a partir de uma convenção, o líder religioso pode ser destituído do cargo de pastor, hierarquicamente o mais alto da denominação evangélica no estado.