TRANS JUJU OLIVEIRA RELATA BULLYING APÓS COLOCAR SILICONE NO ROSTO E PEDE AJUDA

Compartilhe com os amigos:

A transexual e gaúcha Juju Oliveira, de 30 anos, fez um triste desabafo do bullying que tem sofrendo pelo fato de ter colocado silicone no rosto.

Em um vídeo publicado na rede social, ela fala que no ano de 2017 fez o procedimento com silicone industrial em 2017 e até os dias atuais sofre ataques por causa do resultado.

 

Dessa forma, pelas redes sociais, Juju postou:

 

“Eles passam e me chamam de Fofão. Eu era uma pessoa como qualquer outra, aí fui inventar de fazer isso no rosto: silicone. Aí deu no que deu. Inchou e ficou desse jeito. Foi um erro meu”, lamenta. “Eu só estou querendo um pouco de respeito. Sou uma travesti de 30 anos. Sou natural de Passo Fundo, sempre morei aqui. Quero pedir um pouco mais de respeito”.

“Não estou aqui me queixando de nada. Só estou querendo respeito. Sou uma travesti, tenho 30 anos, trabalho na rua, e cada vez que as pessoas me veem elas gritam: Fofão!’. Não é por me comparar com Fofão, é pela falta de respeito pelo estado que eu estou. Olha como está o meu rosto. Muitas das vezes não quero vir para cá, mas eu preciso ganhar um troco”.

Em entrevista ao jornal EXTRA, ela disse que colocou 250 ml de silicone no rosto.

Mas, não parou por aí, já que ela disse que “Parece ser muito, mas quando você coloca ele aparenta pouca coisa. O problema é que com o tempo ele dobra o tamanho. Meu problema são as bochechas e o pescoço, pois o silicone desceu”.

Além disso, informou que o procedimento foi realizado em um clínica cladesntina e que tem procurado um cirurgião plástico para realizar a reversão do inchaço.

Ademais, disse que tem contado muito com a ajuda da ativista trans Luisa Marilac.

Veja o vídeo :