Site da Anvisa é invadido por argentinos revoltados pelo cancelamento do jogo com Brasil

Compartilhe com os amigos:

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que seu site de Declaração de Saúde do Viajante (DSV) sofreu um ataque cibernético na tarde desta quarta-feira (8). No site, os invasores colocaram uma bandeira da Argentina, o que indica uma possível relação com a suspensão do jogo que seria feito contra o Brasil no último final de semana.

A Declaração de Saúde do Viajante (DSV) deve ser preenchida por todos os viajantes vindos do exterior que desejam entrar no Brasil por via aérea, assim como a apresentação do teste negativo para Covid-19.

Relação com suspensão do jogo Brasil e Argentina

 

No domingo (5), a Anvisa entrou em campo e atrapalhou a partida entre Brasil e Argentina para retirar quatro atletas argentinos que iriam participar do jogo nas eliminatórias da Copa do Mundo na Neo Química Arena, em São Paulo.

Contudo, os formulários de entrada preenchidos omitiram que 4 jogadores argentinos estiveram no Reino Unido, o que exige uma quarentena prévia antes de entrar no Brasil.

Quando a Anvisa interrompeu a partida, 3 dos 4 atletas que deveriam estar em quarentena estavam em campo. O clássico Brasil e Argentina foi suspenso pela Conmebol.

Há, portanto, uma possível relação entre a interrupção da Anvisa na partida e o ataque cibernético. Os hackers entraram na página de Declaração de Saúde do Viajante (DSV), onde consta o formulário necessário para a entrada de viajantes vindos do exterior no Brasil. A medida entrou em vigor no dia 30 de dezembro de 2020.

“Assim que identificou o ataque, a área de segurança digital da Anvisa entrou em contato com os órgãos de segurança do Governo Federal para as ações cabíveis”, explicou a agência.

 

“O formulário ficou fora do ar entre 15h35 e 17h10. O serviço, no momento, está operando normalmente.”