Primo gay de Michelle Bolsonaro volta atrás e pede perdão após humilhar e culpar a primeira-dama pela morte da avó

Compartilhe com os amigos:

Após tecer críticas públicas contra a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, o primo, Eduardo D’Castro, pediu perdão pelo desentendimento. Tudo começou após o familiar cobrar a falta de apoio prestado pela esposa do presidente da República, Jair Bolsonaro, diante da enfermidade da avó deles, morta em decorrência de complicações provocadas pelo coronavírus.

Pedido de perdão

Em entrevista concedida ao jornalista Leo Dias, do Metrópoles, Eduardo explica que a família entrou em desespero diante da internação da avó, chamada Maria Aparecida. Por conta dos protocolos de segurança, os familiares foram proibidos de fazer visitas. Ele recorda que o pai, em especial, sofreu pela falta de informações a respeito do bem-estar da mãe.

Com a morte de Maria Aparecida, veio o desabafo, com as supostas conversas trocadas com Michelle Bolsonaro. Eduardo pede perdão pela maneira como se portou, mas não deixa de destacar que a primeira-dama poderia ter feito mais em favor de sua própria avó.

“Está todo mundo chateado. Sim, eu peço desculpas por ter postado isso, por isso ter vazado. Perdão. Não sei se você [Michelle] vai aceitar, mas a gente aprendeu desde pequeno a pedir perdão e a perdoar as pessoas”, ponderou Eduardo. “Ela poderia ter dado muito suporte à minha avó, assim como para todos os brasileiros”, ressaltou na sequência.