OPA : Advogado que abandonou Najila era sócio de restaurante parceiro do Instituto Neymar

Compartilhe com os amigos:

O advogado José Edgard da Cunha Bueno Filho estava defendendo Najila Trindade Mendes de Souza no caso Neymar, onde ela acusou o jogador de estuprá-la. Só que ele acabou deixando o caso e ela precisou buscar um outro profissional.

Nesta quinta-feira (06), o portal UOL trouxe uma curiosidade que chamou a atenção de muitos, que é o fato de José Edgard ter sido sócio dos restaurantes Paris 6, que é um dos parceiros do Instituto Neymar Júnior.

No ano passado o restaurante chegou a criar a sobremesa ‘Petit Gateau de Ovomaltine’, atendendo a um pedido do próprio Neymar e até hoje a sobremesa pode ser encontrada no cardápio da empresa, levando o nome do jogador e parte do lucro líquido obtido com as vendas é destinado ao Instituto.

Na época do lançamento, o restaurante fez questão de divulgar um comunicado informando: “A pedido de Neymar Jr. o restaurante criou o Petit Gateau de Ovomaltine que leva o nome do atacante e tem 50% do valor de venda líquida será destinado para o Instituto Projeto Neymar Jr”.

O Uol confirmou a parceria entre o instituto e o Paris 6, sendo que o restaurante tinha três sócios, sendo que um deles era o ex-advogado de Najila, que deixou a sociedade em novembro de 2018.

Nesta quinta-feira (06), começou a circular a notícia de que a advogada de Najila Trindade denunciou um arrombamento ao apartamento de sua cliente, só que mais tarde, a dona do imóvel disse que isto era mentira e que a empregada é que havia deixado a porta aberta. Esta advogada também abandonou o caso e a modelo teve que buscar um novo profissional.