Novidade : Caixão Cov é lançado para sepultar exclusivamente as vítimas do coronavírus

Compartilhe com os amigos:

No México são muitas as vítimas fatais em decorrência do novo coronavírus, mas isso não significa que os fabricantes de caixões estão batendo recordes de venda, já que a cremação vem sendo realizada cada vez com mais frequência.

Mas as empresas tentam superar a crise com o lançamento do Caixão Cov, que é um modelo diferenciado de caixão que promete reduzir os riscos de contágio. Esse novo caixão é marrom escuro, com formas ovaladas e é todo montado com lâminas de aço.

A venda diminuiu porque ninguém usava o caixão. Praticamente todos os serviços, fossem ou não de covid, iam diretamente ao crematório“, revelou Eduardo López, responsável por uma das empresas.

Antes da pandemia do novo coronavírus, essa empresa produzia o dobro de caixões que vem sendo fabricado atualmente. As vendas despencaram a partir de março, já que os mortos eram cremados.

De acordo com López, os corpos deixavam os hospitais e iam diretamente para o crematório, dispensando assim o uso do caixão. Depois de algum tempo as autoridades de saúde esclareceram que os enterros não foram proibidos e que as famílias poderiam enterrar seus entes queridos como de costume.

López disse que a situação melhorou um pouco a partir daí, mas as vendas não voltaram a ser como antes.

A nova urna foi lançada para tranquilizar a todos e assim alavancar as vendas. O interior do Caixão Cov é recoberto por polietileno, espuma e também neoprene. Com isso, a empresa espera oferecer um produto com maior garantia às funerárias e familiares.