Mandetta admite que será candidato à presidência em 2022 tendo Moro como vice

Compartilhe com os amigos:

Ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta pode ser candidato à presidência da República em 2022. Exonerado do cargo pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em abril, em plena pandemia do novo coronavírus, Mandetta deixou o Ministério da Saúde com alta popularidade.

Para alguns analistas, aliás, esse teria sido um dos motivos da demissão de Mandetta. Pouco antes de ser ele exonerado, pesquisas mostraram que sua aprovação era muito maior que a de Bolsonaro. Os dois se desentenderam em relação ao isolamento social e a hidroxicloroquina.

Mandetta prepara o lançamento de um livro sobre o período em que esteve à frente do Ministério da Saúde, entre janeiro de 2019 e abril de 2020. Em 2022, Mandetta e Bolsonaro poderão estar em lados opostos, brigando pelo cargo de presidente da República.

Mandetta pode ter Sergio Moro como vice
Em entrevista à Mônica Bergamo, na Band News, Mandetta admitiu a possibilidade de disputar a presidência. O ex-ministro se coloca contra a polarização política – a disputa entre PT e Bolsonaro. “Se a gente conseguir um grande acordo, um grande caminho pelo centro fisiológico aí que está fazendo essa nova base de sustentação (ao governo de Jair Bolsonaro)”, contou Mandetta. A entrevista pode ser vista na íntegra no vídeo abaixo.

De acordo com a colunista Bela Megale, de O Globo, Mandetta estaria disposto a concorrer à presidência tendo o ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, como vice – o contrário, ele como vice e Moro na cabeça de chapa, ele não toparia, de acordo com a jornalista. Moro deixou o governo em maio, após desentendimentos com Bolsonaro.