Igreja queima altar onde padre foi flagrado tendo relações íntimas com duas mulheres

Compartilhe com os amigos:

No fim do último mês, um caso ocorrido na arquidiocese de Nova Orleans, nos Estados Unidos, chocou a comunidade católica em todo o mundo. Sacerdote em uma igreja da cidade, o padre Travis Klark acabou sendo flagrado por uma pessoa praticando atos libidinosos no altar da paróquia com duas mulheres.

Ao notar a luz da igreja acesa fora do expediente, e iluminação de palco, uma testemunha resolveu visualizar pela janela para identificar o que estava acontecendo. Surpreso, ela acabou flagrando os três praticando atos íntimos com a utilização de brinquedos próprios. Os atos de profanação estavam sendo filmados por um celular que estava no tripé próximo ao altar, que posteriormente foi queimado.

Os três foram detidos e acusados de obscenidade por praticarem sexo em um lugar público.

Altar queimado

Na última sexta-feira (09), o arcebispo Gregory Aymond quebrou o silêncio depois de uma expressiva revolta da comunidade católica sobre o comportamento do religioso.

“É um momento muito difícil para ser católico na arquidiocese de Nova Orleans”, disse. “Muitas pessoas sentem raiva, traição e decepção, e eu sinto o mesmo, como meus irmãos padres”, concluiu o arcebispo, informando ainda que o altar em questão, onde foram praticadas as cenas de obscenidade e profanação, acabou sendo incinerado, e removido do local.

Atriz de filmes adultos

Uma das mulheres envolvidas no ato com o religioso foi identificada como Mindy Dixon, atriz de filmes adultos. Na data anterior ao encontro, ela divulgou em suas redes sociais que estava indo para Nova Orleans com o intuito de se encontrar com outra dominatrix para ‘profanar em uma casa de Deus”.