Igreja é assaltada e padre pede socorro em live de missa: ‘Manda a polícia’

Compartilhe com os amigos:

Em tempos de pandemia do coronavírus, a maioria das celebrações religiosas tem sido realizadas através da internet. Na noite da última quarta-feira, a Paróquia São Pedro Operário, situada em São Leopoldo, em Porto Alegre, foi alvo de assaltantes. A missa estava sendo transmitida nas redes sociais, quando os bandidos entraram na igreja, tomando dois celulares e a chave de um carro.

Apesar do susto, ninguém se feriu. Responsável por presidir a missa, o padre Ramiro Mincato estava rezando o evangelho, quando viu um dos dois assaltantes tomando o celular da secretária da paróquia, enquanto o outro mostrava que estava armado. Na transmissão, o pároco parou de falar de forma imediata após fazer o sinal da cruz e na sequência diz:  “Toca, toca o alarme”.

Com a transmissão ainda acontecendo, Ramiro solicita a ajuda dos internautas.“Pessoal, manda a polícia aqui para a igreja que estamos sendo assaltados durante a missa”, pouco tempo, depois a live foi interrompida.

Susto com assalto durante live da missa

Em entrevista ao UOL, o pároco afirmou que um dos meliantes tentou roubar o computador que estava sendo utilizado para a transmissão.

“Ele puxou o notebook e eu puxei de volta e ele não conseguiu levar”, conta Ramiro, que após o susto explicou aos fiéis o ocorrido e deu sequência à celebração.

O padre Ramiro ainda conta que à princípio não entendeu o que estava acontecendo, uma vez que pensava que os homens fossem pedinte ou moradores de rua. A identificação dos bandidos não foi possível porque os mesmos utilizam máscaras.

Outras cinco pessoas estava na igreja no momento do assalto, entre elas duas secretárias e três fiéis. Devido o episódio, o padre Ramiro afirmou que pretende antecipar a missa das 19h para às 15h, bem como manter a porta da paróquia fechada.