Idosa de 103 anos é infectada pelo coronavírus, mas se cura e comemora bebendo cerveja

Compartilhe com os amigos:

Em Massachusetts, nos Estados Unidos, uma idosa de 103 anos acabou ficando famosa após ser infectada pelo novo coronavírus. A polonesa Jennie Stejna foi a primeira na casa de repouso onde mora a testar positivo para a Covid-19 e precisou ser internada.

Foram dias difíceis para esta senhora, a equipe médica teve que se esforçar para ajudá-la a vencer o vírus e finalmente veio a boa notícia, Jennie estava curada do coronavírus. Feliz por esta importante vitória, a idosa resolveu comemorar tomando uma cerveja.

Shelly Gunn, neta da idosa, disse que a avó não entendeu direito o que significa essa pandemia e nem como é grave a doença, porém, sofreu muito com os sintomas. Quando a direção do asilo ligou para a neta de Jennie, ela foi rapidamente visitar a avó e pensou que seria para dar o último adeus.

Mas Jennie Stejna conseguiu se recuperar e ficou muito bem. Adam Gunn, marido da neta, deu uma entrevista a um jornal local e comemorou: “Essa velha avó polonesa nossa derrotou oficialmente o coronavírus“.

Jennie passou a vida toda em Massachusetts, ao lado do marido Tedyy, que faleceu aos 82 anos. Eles se casaram em 1938 e ficaram juntos por mais de 50 anos.

A neta ficou feliz e emocionada ao saber que a avó estava curada do novo coronavírus e disse: “Ela é uma ávida jogadora de bingo, gostava de ler e de fazer crochê até ter artrite“.

Shelly contou ainda que a avó adora esportes hardcore e ama ouvir no rádio os jogos do time de beisebol de Boston, o Red Sox.

A idosa que tem dois filhos, três netos, quatro bisnetos e três tataranetos, venceu a Covid-19, tomou uma cerveja e já está fazendo planos para assistir a um dos jogos que ela tanto ama.