Homem que escalou hospital para se despedir da mãe com Covid-19 faz pedido emocionante

Compartilhe com os amigos:

Na última semana, a imagem de um homem que escalou as paredes externas de um hospital em Hebron, na Cisjordânia, para ver a mãe internada com Covid-19, viralizou pelo mundo e emocionou milhares de pessoas. A mulher de 73 anos, acabou não resistindo e faleceu dias depois de ser internada.

Em entrevista rápida à Palestine TV, Jihad Al-Suwait, de 30 anos, fez um pedido para que as pessoas cuidem dos mais velhos para não passar pela mesma dor.

“Nunca imaginei viver essa situação, perder minha mãe assim. Não desejo isso para ninguém. Senti que o mundo se fechou à minha frente. Se eu tivesse a possibilidade, daria minha vida, minha alma para que ela ficasse viva por mais um tempo. Cuidem dos velhos para não sentir a amargura que senti”, desabafou Jihad.

Rasmi Suwaiti, a mãe de Jihad, que já sofria com leucemia, deu entrada no hospital em Hebron após sentir os primeiros sintomas da Covid-19. Diante do fato de não poder entrar na unidade hospitalar por conta do risco de contaminação, o homem acabou escalando a parede até chegar na janela do quarto onde sua mãe estava internada.

Todos os dias

De acordo com informações da rede Al Jazeera, Jihad Suwait visitou a sua mãe na janela do hospital até o dia da morte dela, registrada no dia 16 de julho.

Ainda na entrevista, Jihad afirmou que não sabe como encontrou forças para escalar as paredes do hospital, mas que o amor pela mãe falou mais alto.

Nova onda

A Palestina ligou o alerta novamente contra a pandemia, após o surgimento de novos casos. No último balanço, a Cisjordânia e a Faixa de Gaza acumulava mais de 9 mil casos e 66 óbitos. A disputa entre Palestina e Israel por território reduziu o isolamento, e consequentemente culmina em novos casos.