Datena exibe ao vivo vídeo de Bolsonaro, descobre que a Band pediu dinheiro ao governo e fica louco. Assista

Compartilhe com os amigos:

O Brasil Urgente, jornalístico apresentado por José Luiz Datena, na Band, exibiu o vídeo da reunião ministerial de Jair Bolsonaro (sem partido), realizada em abril, na íntegra, na tarde desta sexta-feira (22), após o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizar a divulgação.

O ministro tinha até às 17h para permitir ou não a divulgação do vídeo e resolveu fazê-lo, a contragosto do que queria o presidente Bolsonaro. Em live na quinta-feira (21), Bolsonaro afirmou que haviam questões de interesse nacional discutidas na reunião e que isso não deveria divulgado.

Celso de Mello autorizou a divulgação, mas retirou alguns trechos do vídeo. Na Band, o Brasil Urgente exibiu a reunião ministerial na íntegra. O que José Luiz Datena não poderia imaginar é que tudo poderia acabar mal para a emissora de São Paulo.

Além da TV, a íntegra da reunião também foi exibida ao vivo pelo canal do programa no YouTube. Milhares de comentários foram feitos pelas pessoas que acompanhavam o vídeo e chamou a atenção o trecho em que a Band é citada na reunião ministerial.

Presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Duarte Guimarães, fez uma acusação grave contra a Band. Depois de chamar PT, PMDB e PSDB de ladrões, ele afirmou que: “Hoje de manhã, por exemplo, o pessoal da Band queria dinheiro. Vai ou não vai dar dinheiro para a Bandeirantes? Ah, não vai dar dinheiro pra Bandeirantes, passei meia hora levando porrada, mas repliquei”. Na Band, ao vivo, Datena afirmou que o presidente da Caixa vai ter que provar.