Chegada da vacina vai mesmo acabar com a pandemia de covid-19? Entenda

Compartilhe com os amigos:

A chegada da vacina vai acabar com a covid-19? De acordo com o virologista e biólogo Flávio Guimarães, do Centro de Tecnologia em Vacinas da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), se alguma das vacinas testadas ao redor do mundo passar na fase 3 de testes em humanos, que serve para comprovar a eficácia contra a covid-19, haverá “uma possibilidade real de conseguir controlar o problema” da pandemia. “A fase mais importante é a fase 3, que pode ser considerada como um ‘vestibular’ para a vacina. Essa etapa vai mostrar se ela é realmente eficaz”, destaca. “Agora, há outros desafios. Uma vez que ela funcione, tem que ser produzida pra gerar 7 bilhões de doses [população mundial]. Será que alguma empresa terá essa condição em um curto espaço de tempo? A previsão é que isso aconteça até junho de 2021”, afirma

Qual é a vacina mais promissora que está sendo produzida no mundo no momento? Segundo o virologista, qualquer vacina que alcance a fase 3 de testes em humanos tem potencial para ser promissora. “Não é possível comparar porque não temos muito detalhamento técnico [sobre as vacinas]”, pondera. A vacina de Oxford e a Coronavac, da empresa chinesa Sinovac,desenvolvida em parceria com o Instituto Butantan, que estão passando por testes no Brasil, estão nessa fase

Qual são as etapas de uma vacina? Existem três grandes fases de testes, sendo que a última é subdividida em mais três etapas. Primeiramente, há a fase de desenvolvimento, quando a vacina é montada. “Antigamente era demorada, hoje é possível fazer em seis meses, um ano”, afirma Guimarães. Em seguida vem os estudos pré-clínicos, que se referem à fase de testes em animais, como camundongos e macacos. “Se gera bons resultados, passa para a fase clínica”, explica o especialista. Nos estudos clínicos, ocorrem os testes em humanos. Essa etapa é subdividida em outras três: na primeira, se realizam testes de segurança para verificar se há efeitos colaterais; na segunda se analisa se o imunizante é capaz de provocar uma reação do sistema imune, com a produção de anticorpos e células de defesa e, na última se verifica a eficácia da vacina contra a doença.”Em nenhuma das sub-fases anteriores existe exposição ao vírus, só nessa última. Após a aplicação da vacina, os voluntários vivem suas vidas normalmente e é feito o acompanhamento durante meses ou anos para averiguar se funcionou”, diz

Por que vacinas estão sendo testadas no Brasil? O virologista explica que, no Brasil, a curva da pandemia de covid-19 está em ascensão, o que significa que ainda existem muitos casos de infecção e pessoas transmitindo o vírus. Esse contexto torna o país propício para a realização da terceira e última fases de testes, uma vez que os voluntários de testes da vacina vão estar mais expostos ao vírus que em outros países que já passaram do pico da doença

Existe a possibilidade de a vacina ser oferecida à população antes da conclusão dos testes? Sim. Segundo Guimarães,isso pode acontecer. Em 27 de junho, o Ministério da Saúde anunciou acordo com a Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca para disponibilizar 100 milhões de doses da vacina, que será produzida no Brasil pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz)  e disponibilizada pelo SUS (Sistema Único de Saúde). Desse total, 30 milhões estarão disponíveis até dezembro de 2020 e janeiro de 2021. O restante deve ser fabricado até junho de 2021.