Cercado por crianças, Neymar chega à Polícia mancando para depor sobre imagens vazadas. Veja o vídeo

Compartilhe com os amigos:

Neymar chegou à Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) na Cidade da Polícia, Zona Norte do Rio de Janeiro, para prestar depoimento sobre o caso do vazamento de uma conversa íntima com Najila Trindade, que o acusa de estupro. Cerca de 100 crianças foram à delegacia com mensagem de incentivo ao atleta. Elas dizem que o atacante do PSG e da seleção brasileira é inocente. Alguns chegaram a jogar bola no local.

Neymar desceu de uma van e andou com o auxílio de muletas. Depois, foi empurrado em uma cadeira de rodas. Existia a possibilidade de Neymar depor na sede do Saer (Serviço Aeroespacial da Polícia do Rio), local reservado da Polícia Civil no Bairro da Lagoa, Zona Sul do Rio. Porém, houve um imprevisto com o pouso do jogador, o que fez com o que o depoimento fosse na DRCI, como estava previsto anteriormente.

Hoje de manhã, Neymar deixou o hotel em que a seleção brasileira estava concentrada, em Brasília, e viajou de avião particular para Mangaratiba (RJ), onde desembarcou por volta das 13h20 (de Brasília). Horas antes, de madrugada, a CBF anunciou o corte do jogador da delegação que disputará a Copa América de 2019, no Brasil.

Neymar desceu do avião de muletas e com proteção no tornozelo direito, conforme mostraram imagens mostradas pela “TV Record”. Na sequência, ele embarcou em seu helicóptero particular para um pequeno trajeto até a sua casa na cidade do litoral fluminense.

Titular da seleção no amistoso diante do Qatar, ontem, no estádio Mané Garrincha, o camisa 10 foi substituído ainda no primeiro tempo. Exames posteriores diagnosticaram uma ruptura de ligamento do tornozelo direito, o que levou a sua desconvocação. O Brasil venceu o jogo por 2 a 0.