Bolsonaro será submetido a cirurgia e detalhes são revelados por médico: ‘Um corpo estranho que se mexe’

Compartilhe com os amigos:

Depois de revelar publicamente que sofre com problemas renais há anos, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deve ser operado nas próximas semanas para retirada de um cálculo na bexiga, que vem causando desconforto.

Responsáveis pelas últimas cirurgias do chefe do Executivo, o médico Antônio Macedo, concedeu uma entrevista à Reuters e detalhou o problema do presidente. O procedimento cirúrgico deve ocorrer em São Paulo e terá condução de um urologista especialista neste tipo de caso.

“O presidente tem um cálculo na bexiga e isso incomoda por que é um corpo estranho que se mexe”, disse o médico. Em agosto, o próprio Bolsonaro havia informado que seria submetido a uma cirurgia para a retirada do cálculo. O presidente afirmou que convive com o problema há mais de cinco anos.

Em 2018, às vésperas das eleições para presidente, Bolsonaro foi alvo de um atentado, sendo atingido com uma facada. Depois do procedimento cirúrgico realizado às pressas, o chefe do Executivo ainda passou por mais quatro operações devido às complicações da facada. “A cirurgia não tem nada a ver com a facada, é algo paralelo que pode acontecer com qualquer pessoa”, disse Macedo.

Alerta

Apesar da cirurgia de cálculo renal ser classificada como simples, o fato de Bolsonaro ter sido submetido a outras cirurgias deixa o processo mais delicado. O chefe do Executivo tem 65 anos e, segundo o médico, apresenta uma saúde muito boa, conforme apontou um “check-up” realizado recentemente.

Depois da cirurgia, Bolsonaro necessitará de um repouso máximo de até cinco dias para se recuperar totalmente.