Bolsonaro fará discurso na ONU e grande expectativa é gerada: ‘Perseguição ao Brasil’

Compartilhe com os amigos:

O presidente da república, Jair Bolsonaro fará o discurso de abertura nos debates da 75ª Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) que será realizada nesta terça-feira (22). Essa será a segunda participação do presidente brasileiro na ONU.

De acordo com informações do site do jornal “O Estado de São Paulo“, Bolsonaro deverá se mostrar novamente um líder que manterá seu tom agressivo, assim como foi a sua primeira participação diante dos principais líderes do mundo.

Bolsonaro terá que enfrentar as organizações internacionais devido às queimadas recordes na Amazônia e no Pantanal

Certamente, os principais questionamentos ao presidente da república serão sobre as queimadas que estão assolando a Amazônia e o Pantanal. A imprensa internacional e as principais organizações de defesa ao meio ambiente estão pressionando o mandatário brasileiro a tomar as medidas necessárias para conter a destruição.

Segundo fontes internacionais, o governo brasileiro segue inerte na questão ambiental e essas questões deverão ser feitas durante o debate. Bolsonaro novamente deverá afirmar que existe uma perseguição ao Brasil e que interesses obscuros existem atrás das informações veiculadas nos principais órgãos de imprensa nacionais e internacionais.

Participação de Bolsonaro na ONU será virtual devido à pandemia de coronavírus

Seguindo as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), a Assembleia Geral da ONU será feita de modo virtual, sendo que, o presidente já gravou seu discurso na última quarta-feira.

Tentando provar que está agindo de forma firme e dando relevância ao tema das queimadas, Bolsonaro irá afirmar que designou o vice-presidente, Hamilton Mourão para o  Conselho Nacional da Amazônia, informação que foi repassada pelo ‘Estadão‘.